Versuri Miasthenia - Onde Sangram Pagãs Memórias

Album: Miasthenia - XVI



[letra por Hcate]

Outrora corpos animados de homens comandavam os exrcitos, conquistavam as provncias, possuam os tesouros, saqueavam os templos. Exultavam no seu orgulho, sua majestade, sua fortuna, sua glria e seu poder. Elas sao esvanecidas, estas glrias, como as terrveis fumaas vomitdas pelos fogos infernais do Popocatpetl. Nada, salvo algumas linhas de uma pgina, para as fazer voltar nossa lembrana! (Netzahualcoyotl, Rei de Texcoco)
H sculos seus campos estao em chamas. Os meridianos sangram suas memrias, enquanto seus filhos brincam em jardins de mentiras, celebrando o vazio, cultuando smbolos inimigos.

Somos totens supremos
Cavalgando nos confins do limbo
Aclamando com orgulho...

Fazemos entoar rumores de guerra
Uma supremacia perdida e nossa horda de seres invisveis
Em xtases animistas blasfmicos

Somos a tragdia em suas veias
Correndo para nossa fortaleza na intensa floresta
Derramando poemas em lgrimas
Memrias ancestrais...

Nossos corpos estao adoecendo
E l onde os nobres descansam
Brilha mais uma plida constelaao
De nossos sonhos e pesadelos...

Danando com minha sombra
Movendo-se na escuridao
Extravasando a fragilidade humana...

Celebrando o invisvel em clices da morte
E rasgando os vus que encobriram sua beleza
Vejo-lhe agora desfigurada
A beleza em rios de sangue correndo de sua face
Nossa Era... Caos...


Lyrics
Aboneaza-te la newsletter
Join the ranks ! LIKE us on Facebook